Quem Somos

História

A FASDERBRA é uma entidade sindical interestadual em segundo grau, formada pela coalizão dos sindicatos e associações de trabalhadores que integram o Sistema Confederativo da Representação Sindical do Servidor Público na categoria de Rodoviário, com ação e base representativa em todo o território brasileiro.

Criada em 13 de dezembro de 1974, na cidade de Recife, a FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES E SINDICATOS DOS SERVIDORES DOS DEPARTAMENTOS DE ESTRADAS DE RODAGEM DO BRASIL – FASDERBRA, tendo sua primeira sede localizada em Pernambuco, no Clube Rodoviário. Na reunião de sua fundação estiveram presentes os representantes dos servidores dos DERs dos estados de Pernambuco, Paraíba, Sergipe, Acre, Santa Catarina, Rio Grande do Norte, Alagoas, Ceará e Piauí.

Em 19 de março de 1997, a FASDERBRA passou a ser denominada FEDERAÇÃO SINDICAL DOS SERVIDORES DOS DEPARTAMENTOS DE ESTRADAS DE RODAGEM DO BRASIL.

A FASDERBRA foi fundada pela necessidade do aglutino dos Sindicatos Estaduais dos Servidores dos Departamentos de Estradas de Rodagem, no sentido de potencializar forças para a defesa dos seus servidores e do Sistema Rodoviário Brasileiro.

 

Missão

Ser uma das principais referências em Federação sindical de trabalhadores públicos e de suas associações sindicais, desempenhando seu papel com ética, transparência e trabalho.

 

Objetivos

  • Coordenar em âmbito interestadual a promoção dos valores sociais do trabalho relacionados com os direitos e interesses que visem à melhoria econômica e social da categoria e da livre iniciativa associativa sindical;
  • Analisar, controlar, coordenar e planejar a promoção da defesa dos interesses de todos que, investidos em cargos públicos ou contratados empregados públicos, ativos e inativos, tenham vinculação rodoviária;
  • Impetrar mandados judiciais nos casos de omissão da autoridade pública, de regulamentação, de lei complementar ou ordinária, de norma garantidores de direitos e liberdades;
  • Impetrar mandados de segurança coletivo ou individual na defesa de seus membros ou associados perante os Tribunais e Juízos competentes;
  • Participar de colegiado da política salarial, no âmbito de sua área de competência, representando os sindicatos de sua base, firmando acordos ou convenção coletiva sobre reajustes salariais e condições de trabalho;
  • Atuar como substituto processual da categoria junto à instância superior do Poder Judiciário;
  • Colaborar com os órgãos técnicos da Administração pública Federal e estadual na formulação da política de viação rodoviária, propondo medidas que visem a conservação adequada de rodovias e a segurança dos diversos usuários do trânsito das rodovias brasileiras;
  • Cooperar em campanhas educativas de trânsito rodoviário em articulação com os Departamentos Estaduais de Estradas de Rodagem e de Trânsito nas faixas de domínio destes;
  • Defender o direito e representar contra abuso ou desvio de poder ou ilegalidade de atos de autoridade.